Follow by Email

sábado, 28 de abril de 2012

CÓDIGO FLORESTAL


A Câmara aprovou o texto do novo Código, infligindo uma derrota ao governo. Contudo, criaram-se situações que podem complicar todo o processo que deveria preservar nossas florestas, ou seja: a presidenta pode vetar todo ou partes do Código. Em seguida, o Congresso pode derrubar o veto. Caso isto aconteça, o veto pode levar anos para ser analisado, dependendo do presidente do Congresso colocá-lo para leitura e discussão. O meio ambiente torce para que todos tenham o bom senso de decidir de forma rápida e justa.

"MEIO SUSPEITO"


O Carlinhos Cachoeira, conforme informa a colunista Mônica Bergamo, teria caído na gargalhada ao tomar conhecimento de alguns dos nomes de parlamentares que compõem a CPI que o investigará. Porque será?...

GIGANTE


De acordo com o jornal Valor Econômico, o grupo varejista Máquina de Vendas, formado pela fusão da Ricardo Eletro e Insinuante, acaba de adquirir parte da rede Salfer, tornando-se, assim, o maior revendedor de eletroeletrônicos do país, com 1.078 lojas.

quinta-feira, 26 de abril de 2012

TADINHOS...


Segundo a Consultoria Economatica, o Itaú Unibanco encerrou o primeiro trimestre com lucro líquido de R$ 3,426 bilhões, queda de cerca de 3% em relação ao mesmo período do ano passado. Mesmo assim, o resultado é o segundo maior da história dos bancos privados brasileiros, ficando atrás apenas do próprio lucro de 2011 (R$ 3,530 bi). Tadinhos, precisamos ajudá-los, senão vão falir...

TABACOS AROMATIZADOS


Em reportagem publicada no site Equilíbrio e Saúde, por Sabine Righetti, o tabaco aromatizado usado em arguiles (ou narguilés) está com os dias contados, em função de proibição da ANVISA da comercialização de fumos aromatizados, no Brasil, a partir de março de 2014. A medida está gerando protestos na colônia árabe, e outros fãs, usuários do produto.


ÍCARO

Informações da Reuters anunciam que a Embraer assinou um memorando de entendimento com o chinês ICBC Financial Leasing, sob o qual o banco fornecerá até US$ 2,5 bilhões em financiamento e leasing de aviões durante cinco anos em um dos mercados mais promissores. A Embraer prevê demanda para os próximos 10 anos de 430 jatos comerciais com capacidade para até 120 assentos e 635 jatos executivos no gigante asiático.